Jornadas de Comunicação Estratégica

Faculdade de Artes e Letras | Universidade da Beira Interior
Auditório I da Parada (entrada pelo Museu de Lanifícios)
3 de maio 2023, quarta-feira

Apresentação

Sob o tema “Comunicação Pública e Política”, as Jornadas de Comunicação Estratégica serão um fórum de excelência onde académicos e profissionais de diversos países debaterão a importância da comunicação na mobilização dos cidadãos em questões de interesse coletivo. A comunicação revela-se, cada vez mais, fundamental para o fortalecimento da democracia, proporcionando ao público esclarecimento sobre políticas públicas e processos eleitorais.

Neste evento, serão discutidas as melhores práticas de comunicação pública e política, incluindo temas como a consultoria de comunicação em contextos eleitorais, as relações públicas no âmbito governamental, a comunicação como política pública, as relações com os media e a assessoria de imprensa, a preparação de porta-vozes e media training, a comunicação intermunicipal e comunicação interministerial.

É pretendido que as Jornadas de Comunicação Estratégica sejam uma oportunidade para serem ouvidos especialistas com enorme experiência e para debatermos, enquanto profissionais e académicos, formas de melhorar a comunicação pública e política, visando garantir que os cidadãos estejam informados e envolvidos.

As Jornadas de Comunicação Estratégica são um evento promovido pelo LabCom – Comunicação e Artes em parceria com os estudantes de Assessoria de Comunicação dos mestrados em Comunicação Estratégica: Publicidade e Relações Públicas, Marketing, e Empreendedorismo e Inovação Social da Universidade da Beira Interior. O evento é dirigido a professores/as, investigadores/as e estudantes de Ciências da Comunicação e de Ciência Política, mas também a profissionais da comunicação, jornalistas, e assessores/as de comunicação e de imprensa.

Programa

Transmissão do evento disponível em:

https://www.youtube.com/watch?v=NZJawD4GTU8

9:15 – 09:30 | Receção dos convidados

09:30 – 10:00 | Sessão de abertura

10:00 – 10:45 | Conferência de abertura “Conselho de
Comunicação” com Luís Paixão Martins, consultor de
comunicação e fundador do NewsMuseum

Moderador: Hugo Sampaio

10:45 – 11:45 | Painel “Relações Públicas no Contexto Governamental” com Vasco
Ribeiro (professor, Univ. do Porto; chefe de gabinete
do Presidente da Câmara Municipal do Porto) e Paloma
Piqueiras (professora, Univ. Complutense de Madrid)

Moderadora: Gisela Gonçalves

11:45 – 12:00 | Intervalo para café

12:00 – 13:00 | Painel “Comunicação como Política
Pública” com Felisbela Lopes (professora, Univ. do
Minho), Daniela Santiago (jornalista e editora, RTP) e Paulo Magalhães (editor-chefe, CNN Portugal)

Moderador: João Carlos Correia

13:00 – 15:00 | Intervalo para almoço

15:00 – 16:30 | Painel “Assessoria de Imprensa e
Media Training” com Samuel Mateus (professor, Univ.
da Madeira), Sara Batalha (CEO, MTW Portugal), José
Gabriel Quaresma (pivot, CNN Portugal e media
coach) e Aurélie De Waele (professora, Universidade da Antuérpia)

Moderadora: Sónia de Sá

16:30 – 16:45 | Intervalo para café

16:45 – 17:45 | Painel “Desafios da Comunicação Pública Intermunicipal” com Gisela Gonçalves (professora, Univ. da Beira Interior) e Mateus Noronha (investigador, Observatório de Comunicação Pública Intermunicipal)

Moderadora: Anabela Gradim

17:45 – 18:30 | Conferência de encerramento “Comunicação Interministerial” com João Cepeda, diretor de comunicação do XXIII Governo de Portugal

Moderadora: Bianca Persici Toniolo

18:30 – 20:00 | Porto de Honra Sunset

Oradores

Aurélie De Waele

Aurélie De Waele

Professora no Departamento de Estudos de Comunicação e investigadora em pós-doutoramento no Centro de Avaliação de Vacinação da Universidade de Antuérpia, De Waele é doutorada em Ciências da Comunicação (2018, KU Leuven). A sua investigação tem-se centrado no impacto da voz de porta-vozes na percepção pública em contexto de crise. Os seus interesses atuais incluem comunicação de crise, comunicação corporativa e comunicação sobre vacinação e, em particular, aspectos não-verbais destes tipos de comunicação. É membro da divisão de comunicação organizacional da Associação de Comunicação dos Países Baixos e Flandres e desenvolve trabalho em vários projetos europeus que visam aumentar a confiança na vacinação por via da comunicação.

Daniela Santiago

Daniela Santiago

Jornalista e editora de Ambiente e Ação Climática da RTP, Daniela Santiago é mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação, especialista em Jornalismo e, ainda, docente do Mestrado e da Licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. Academicamente dedica-se ao estudo dos efeitos da projeção mediática em situações de tragédia. Fez excepcionais coberturas jornalisticas de acontecimentos mundiais marcantes em diferentes pontos do globo. Entre 2015 e 2021, foi correspondente da televisão pública portuguesa e da Antena 1 em Espanha.

Foi galardoada com o Prémio de Mejor Corresponsal Extranjera en España. pelo Club Internacional de Prensa de España e pela Asociación de Corresponsales de Prensa Extranjera. Foi ainda distinguida com 1.º Prémio de Jornalismo ‘Direitos Humanos e Integração 2008’, atribuído pelo Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural e pela Comissão Nacional da UNESCO.

É autora de quatro livros: "A Tempestade Perfeita - Como a Extrema-Direita regressou à Península Ibérica"; "O Reconforto da Televisão – uma visão diferente sobre a tragédia de Entre-os-Rios"; "Inferno no Paraíso – 15 dias no Sri Lanka depois do Tsunami" e "O Caramelo da Leonor" (um livro infantil em tinta, impresso também em braille). É ainda coautora de dez livros, a maioria académicos.

Felisbela Lopes

Felisbela Lopes

Doutorada em Informação Televisiva, Felisbela Lopes é Professora Associada com Agregação na Universidade do Minho, onde foi Pró-Reitora entre 2009 e 2014. Ensina e desenvolve investigação no campo do Jornalismo no Departamento de Ciências da Comunicação e no CECS. Em 1989 foi desafiada a trabalhar na Rádio Universitária e, pouco depois, integrou a equipa que criaria na altura o jornal Público, em 1990.

É autora de dezenas de artigos científicos e de vários livros ligados ao mundo da “caixa que mudou o mundo”, entre os quais: Jornalista: profissão ameaçada (Alêtheia Editores, 2015), Vinte Anos de Televisão Privada em Portugal (Guerra & Paz, 2012), A TV do Real (Minerva, 2008), A TV das Elites (Campo das Letras, 2007), A TV do Futebol (Campo das Letras, 2006) e O Telejornal e o Serviço Público (Minerva, 1999). É comentadora residente da RTP e colunista do Jornal de Notícias.

Gisela Gonçalves

Gisela Gonçalves

É doutora em Ciências da Comunicação, Professora Associada na Universidade da Beira Interior (UBI) e investigadora na unidade de investigação LabCom - Comunicação e Artes. É vice-presidente da Faculdade de Artes e Letras da UBI e coordenadora do Mestrado em Comunicação Estratégica. Foi presidente da Secção de Comunicação Estratégica e Organizacional da ECREA. As suas áreas de interesse em investigação incluem ética da comunicação, relações públicas, comunicação política, comunicação estratégica e comunicação de crise. É vice-presidente da Sopcom, Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação, e coordenadora do ObCom - Observatório de Comunicação Pública Intermunicipal.

Publicou dois livros, editou dez volumes colectivos, supervisionou quatro teses de doutoramento e vinte e nove dissertações de mestrado. De entre as suas obras sobressaem: Ética das Relações Públicas (Minerva Coimbra, 2013) e a co-organização de Strategic Communication for Non-Profit Organisations: Challenges and Alternative Approaches (Vernon Press, 2016).

João Cepeda

João Cepeda

Assumindo desde 2022, junto do Primeiro-Ministro a direção de comunicação, cargo novo na orgânica do governo é, atualmente, responsável pela gestão da comunicação e da presença do governo português nas redes digitais, além de coordenar e articular a comunicação dos vários ministérios.

Licenciado em Comunicação Social pela Universidade Católica, João Cepeda começou a carreira no Diário de Notícias onde, logo no primeiro ano, foi destacado como “enviado especial” a Macau para fazer a cobertura dos últimos meses de soberania portuguesa. Seria a primeira experiência internacional de um percurso que o levaria a 15 países diferentes e a trabalhar áreas tão distintas como Cultura, Desporto, Justiça e Política. Em 2003 fixa-se em Londres, onde começa por trabalhar como correspondente do Diário de Notícias e da TSF, função que mais tarde acumula com a de colunista no Jornal de Notícias e colaborador da SIC e da revista Sábado. Em 2006 passa para a agência Lusa, onde permanece até 2007 para fundar a marca Time Out em Portugal.

José Gabriel Quaresma

José Gabriel Quaresma

Iniciou a sua carreira em 1990 numa rádio local. Dois anos mais tarde, concluiu o curso de Jornalismo (Televisão, Rádio, Imprensa e Fotojornalismo). Entrou na TVI em 1995, na editoria de Desporto, onde permaneceu por 15 anos. Foi repórter e apresentador de programas desportivos. Apresentou o programa de desporto mais visto na história da televisão portuguesa durante 12 anos. Foi Grande Repórter e é editor e apresentador de telejornais e programas de informação, atualmente, na CNN Portugal. É professor de jornalismo televisivo e comunicação e colabora com a Academia da Força Aérea Portuguesa como media coach. Também é CEO da Sardine Conjugation, empresa que explora a marca GabrielQuaresma.pt, especialista em media training.

Entre outras áreas de atuação profissional, tem-se destacado como Formador ONU em São Tomé e Príncipe (2019), formador Next Generation 2015, keynote speaker e moderador em diversos eventos, e autor de ‘Livro Directo – A Biografia de Mantorras’ e ‘Out of The Office – Trabalhar Nunca Foi Tão Fácil’.

Luís Paixão Martins

Luís Paixão Martins

Teve uma carreira profissional como jornalista e realizador na Rádio Renascença, Rádio Comercial e Agência ANOP. Em 1986, criou a LPM, que desenvolveu durante três décadas como empresa líder do mercado nacional de Conselho em Comunicação. É referenciado como o consultor das vitórias eleitorais históricas de António Costa, Aníbal Cavaco Silva e José Sócrates. É promotor do NewsMuseum (Sintra). Vive entre Lisboa, onde nasceu, e uma aldeia da fronteira de Monfortinho, onde mantém atividade florestal e de turismo rural.

Mateus Noronha

Mateus Noronha

Investigador bolseiro no LabCom - Comunicação e Artes da Universidade da Beira Interior (UBI), é doutorando em Ciências da Comunicação (UBI), mestre em Comunicação, com especialização em Comunicação Institucional (Universidade Federal do Piauí). Jornalista com mais de 10 anos de experiência, trabalhou também em assessoria parlamentar e comunicação institucional. É docente no universitário nas áreas de Ciências da Comunicação e Jornalismo, centrando a sua investigação nas áreas de economia dos media e comunicação estratégica.

Paloma Piqueiras

Paloma Piqueiras

Doutora em Publicidade e Relações Públicas, com menção internacional, é, ainda, mestre em Comunicação Organizacional e bacharel em Jornalismo pela Universidade Complutense de Madrid (UCM) sendo, atualmente, professora de Comunicação Pública na Faculdade de Mídia e Comunicação. As suas principais linhas de investigação incluem o estudo da comunicação, e governos participativos e inclusivos. Mais especificamente, Paloma Piqueiras avalia o impacto do envolvimento dos cidadãos no crescimento tangível das nações. Neste âmbito, estuda o contributo da comunicação para o desenvolvimento e implementação de valor intangível que integra a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Paulo Magalhães

Paulo Magalhães

Licenciado em Comunicação Social da Universidade NOVA de Lisboa, é o atual editor-geral da CNN Portugal. Foi fundador da TSF e editor de política na Rádio Renascença. Foi conselheiro de imprensa do presidente Marcelo Rebelo de Sousa durante o primeiro mandato.

Tem no seu longo currículo várias reportagens marcantes, entre as quais a que fez no Vaticano aquando da morte do Papa João Paulo II.

Samuel Mateus

Samuel Mateus

Doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade NOVA de Lisboa, é diretor do primeiro ciclo em Comunicação, Cultura e Organizações na Universidade da Madeira, onde leciona assessoria de comunicação. Investigador no LabCom da Universidade da Beira Interior, é ainda editor da revista Estudos em Comunicação. Autor de livros sobre assessoria de imprensa, retórica e mediatização. É, também, orador, formador em comunicação em público e autor de cursos em formato de e-learning. Foi fundador e é anfitrião do Academus, o primeiro podcast de divulgação das Ciências Sociais e Humanas.

Sara Batalha

Sara Batalha

É a CEO da MTW Portugal desde 2008, empresa de consultoria e formação de liderança para as marcas mais admiradas do mundo e os seus líderes. Considerada uma das vozes mais influentes na formação e liderança comunicativa dos media em Portugal, tem tido presença assídua na RTP, SIC, TVI, Expresso, Jornal de Negócios e Visão. Ex-jornalista, trabalhou durante doze anos no Expresso, na rádio e na RTP. Construiu uma forte reputação a partir da transformação de milhares de líderes em poderosos contadores de histórias e comunicadores, nas maiores e mais relevantes marcas portuguesas, entre as quais Galp, Microsoft, Altice, Semapa, Amorim, EDP, Mota Engil, REN, SONAE, Volkswagen Digital Solutions, Vodafone, Mercedes-Benz, Deloitte, OutSystems, Stellaxius e Farfetch.

É co-coordenadora do primeiro MBA internacional em Soft Skills and Influence, em parceria com a ABAI. É, ainda, docente convidada em várias instituições, tais como o ISCTE-IUL, as Universidade Católicas do Porto e de Braga, o ISLA e o ISEG-IDEFE.

Fez a primeira análise não verbal a políticos, nos media portugueses, durante as eleições legislativas de 2009. Considera ter sido “esmiuçada por Ricardo Araújo Pereira perante três milhões de portugueses e sobrevivido”.

Vasco Ribeiro

Vasco Ribeiro

Professor associado na Porto Business School (Universidade do Porto), é atualmente chefe de gabinete na Câmara Municipal do Porto. Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (2014), Vasco Ribeiro é, ainda, mestre em Jornalismo Político pela Universidade do Porto (2006) e licenciado em Jornalismo Internacional pela Escola Superior de Jornalismo (1996). Dirige a licenciatura e o mestrado em Ciências da Comunicação na Porto Business School, o curso de “Comunicação Pública e Representação Política" e é docente na pós-graduação em Comunicação Empresarial. É investigador integrado no CITCEM/FLUP e foi investigador colaborador no IHC/NOVA e no CINTESIS.

Foi assessor de imprensa e posteriormente coordenador do Gabinete de Imprensa da Bancada Parlamentar do Partido Socialista na Assembleia da República e, ainda, adjunto do Presidente do Conselho Económico e Social.

Como consultor, desenvolveu planos estratégicos de comunicação — com enfoque nos processos de comunicação de crise — para dezenas de empresas nacionais, entre as quais a Bogani Café, o Grupo Cerealis, o Instituto Nacional de Emergência Médica, o Hospital de S. João, a Administração do Porto do Douro e Leixões e o Porto Canal.

Inscrições

A participação nas Jornadas de Comunicação Estratégica é gratuita. Contudo, as inscrições são obrigatórias e devem ser realizadas até o dia 1 de maio em https://forms.gle/jqMdavwQQBMbKNSbA.

Comissão Científica

Gisela Gonçalves (Univ. da Beira Interior)
Hugo Sampaio (Univ. da Beira Interior)
Bianca Toniolo (Univ. da Beira Interior)
Mateus Noronha (Univ. da Beira Interior)

Comissão Organizadora

Mestrado em Comunicação em Estratégica: Publicidade e Relações Públicas
Alunos da Unidade Curricular de Assessoria de Comunicação

Apoio

Grupo de Trabalho de Jovens Investigadores da Sopcom

Contactos

Hugo Sampaio

Hugo Sampaio

Hugo Sampaio é professor no Departamento de Comunicação, Filosofia e Política da Universidade da Beira Interior, doutorando em Ciências da Comunicação integrado ao LabCom e pós-graduado em Gestão e Ciência da Decisão (Universidade de Coimbra). Foca a sua atual investigação na comunicação da descentralização em curso em Portugal. No plano académico, foi ainda docente na Universidade Lusófona de Cabo Verde, no Instituto Politécnico de Castelo Branco e no Instituto Superior Miguel Torga (Coimbra).

Exerceu funções de assessoria de comunicação e representação institucional no Ministério da Cultura português, onde coadjuvou dois ministros e um secretário de Estado na coordenação de vários dossiers, entre os quais: articulação com Autarquias Locais e com os governos das Regiões Autónomas; supervisão da participação de Portugal em eventos internacionais como a Bienal de Veneza e o ARCO Madrid; supervisão da implementação de políticas da Direcção-Geral das Artes.

Integrou agências de comunicação, nacionais e estrangeiras, e coordenou projetos empresariais e culturais, em particular na Madrid Emprende, no Instituto Pedro Nunes (Coimbra) e na Fundão Turismo. Colaborou com as produções da Expo’98 de Lisboa, com as Capitais Nacionais da Cultura do Porto e de Coimbra e concluiu um estágio curricular na RTP.

hugo.sampaio@ubi.pt
Bianca Toniolo

Bianca Toniolo

Investigadora na unidade de investigação LabCom - Comunicação e Artes, Universidade da Beira Interior (UBI, Covilhã, Portugal). Doutoranda em Ciências da Comunicação (UBI/LabCom) com o projeto (Ref. 2020.05702.BD) financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (Portugal). A sua investigação centra-se na comunicação de risco e crise no contexto governamental. Está a desenvolver um modelo para verificar a qualidade da informação emitida sobre catástrofes de origem meteorológica como incêndios florestais.

Mestre em Comunicação Estratégica: Publicidade e Relações Públicas pela UBI e bacharel em Comunicação Social, com especialização em Relações Públicas, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS, Porto Alegre, Brasil). Tem pós-graduação em Comunicação Empresarial pela Universidade Metodista de São Paulo (Umesp, São Bernardo do Campo, Brasil).

Com 20 anos de experiência profissional, entre outras atividades relacionadas com a comunicação governamental, trabalhou como assessora de comunicação para o Governo Federal do Brasil (2005-2011), nos ministérios da Educação, Justiça e Desporto, e para o Gabinete Digital do governador do Estado do Rio Grande do Sul (RS) (2011-2012). Na Secretaria de Turismo do RS (2012-2014), coordenou o Grupo de Trabalho de Turismo para o Mundial de Futebol FIFA 2014.

Também trabalhou como consultora de comunicação para a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) e a Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI). No setor privado, trabalhou com comunicação e marketing digital e comércio electrónico em agências e empresas.

bianca.toniolo@ubi.pt
PT