Edit Content

grupo de artes

Investigador Responsável: Francisco Paiva

grupo de comunicação e media

Investigadora Responsável: Gisela Gonçalves

Siga-nos:

NEWSLETTER

Publicação de Comunicação

A UTILIZAÇÃO DAS REDES SOCIAIS PELOS JORNALISTAS PORTUGUESES: NOVOS DESAFIOS ÉTICOS E DEONTOLÓGICOS PARA A PROFISSÃO

A investigação aqui apresentada visa possibilitar uma clarificação das principais preocupações e desafios em torno das questões éticas do jornalismo do século XXI e proporcionar uma reflexão sobre a já longínqua tendência apontada por Colombo (1998), quando ainda no século passado teorizava sobre o futuro do jornalismo, concluindo que mais do que nunca, os jornalistas necessitariam de um elevado sentido moral, aliado a uma astúcia técnica cada vez mais apurada. Face à emergência do papel de um cidadão-repórter cada vez mais ativo no panorama das redes sociais, jornalistas e grupos de media parecem fazer da bandeira da deontologia o grande trunfo na distinção entre a informação amadora, massivamente veiculada online, e o trabalho profissional das redações. Uma distinção na qual poderá estar sustentado o futuro do jornalismo profissional. 

AUTORES / EDITORES

Cátia Mateus

COLEÇÃO

Livros LabCom

ANO DA EDIÇÃO

2015

ISBN

978-989-654-219-1

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

Índice

Introdução  11

Capítulo I - As Redes Sociais e o Jornalismo 17

I.1 – Redes sociais e media sociais  21

I.2 – Facebook e Twitter: a fragilidade da separação entre pessoal e profissional   37

I.3 – Ética e deontologia jornalísticas, dos media tradicionais aos novos media   45

Capítulo II - Como os jornalistas portugueses utilizam as redes sociais  53

II. 1 - Metodologia  55

II. 2 – Análise dos dados   58

Capítulo III - A regulamentação da utilização das redes sociais online no jornalismo: novos desafios para a ética e deontologia   71

III. 1 – Metodologia  73

III.2 – Análise dos dados  78

Conclusão  103

Referências bibliográficas  109

Códigos de conduta e recomendações analisados  127

Anexos  131
cima
PT