Edit Content

grupo de artes

Investigador Responsável: Francisco Paiva

grupo de comunicação e media

Investigadora Responsável: Gisela Gonçalves

Siga-nos:

NEWSLETTER

Publicação de Artes

DESIGNA 2012 – IN/SUSTENTABILIDADE

A palavra sustentabilidade traz-nos ecos, provenientes dos mais diversos qua- drantes, de um discurso contemporâneo centrado na desejável evolução de uma consciência simultaneamente política, económica, ambiental, social e, claro, cultural a propósito do impacto da presença e da acção transformadoras do ser humano no mundo. Consequentemente, o conceito surge associado à progressiva insistência nas práticas que de nem o – e se de nem pelo – design.

Pensar o design a partir da sustentabilidade, mote para segunda edição da DESIGNA, passa por ponderar o papel e responsabilidade do design no seio de um sistema complexo, ditado pelas tensões de uma economia de mercado assente em mecanismos de produção e comunicação tendencialmente hegemónicos, que as últimas décadas formataram à escala mundial.

A complexidade deste sistema re ecte o itinerário da evolução de uma sociedade industrial e tecnológica para um mundo supostamente dominado pela informação, que espelha não só o percurso do próprio design, mas também o protagonismo que este foi assumindo na de nição de lógicas de produção e de consumo assentes numa loso a de projecto cuja ambição facilmente abandona o universo restrito do objecto (nas suas mais distintas con gurações) para se aventurar na criação do ambiente total que o enquadra.

Se é um facto que a expansão dos mercados exige à indústria e consequentemente ao design que, a par da satisfação das necessidades dos consumidores, diversi – quem a forma e explorem o supér uo de modo a criar mais-valias económicas que acabarão por gerar uma cultura da insatisfação e de desperdício, ainda assim as últimas décadas têm promovido um discurso crescentemente marcado por estraté- gias de racionalização e de gestão de recursos. O designer vê-se, então, confrontado com um novo desa o, pautado pela optimização e pelo compromisso, no âmbito do qual é levado a pensar-se como uma espécie de programador social, procurando articular lógicas e práticas ecológicas capazes de rede nir a produção a partir de uma nova carta de princípios – tais como a reciclagem, a não poluição, a durabilida- de, a e ciência, o máximo aproveitamento e o mínimo impacto – e, nesse sentido, (r)estabelecer o equilíbrio entre as necessidades do mercado, as possibilidades de produção, a satisfação do consumidor e o ambiente.

Não é, portanto, difícil apreender o desassossego e a inquietação que acompanham o acto de pensar o papel do design nesta sociedade imbuída de uma eufórica, equívoca e ainda ingénua crença no carácter imparável do progresso tecnológico, que tantas vezes se esgota no simples entretenimento. A DESIGNA 2012 gostaria, pois, de contribuir para criticar esse papel, apontando a agulha do debate cultural para a teleologia do projecto e instando uma vez mais a comunidade cientí ca a uma re exão conjunta e profícua a propósito da possibilidade (ou impossibilidade) de um design “mais simpático, humano, doméstico, habitável, tolerante e agradável” que re icta uma espécie de inteligência colectiva, como estabeleceu o Manifesto de Medelín (+), em 2002.

Na esteira de um vasto conjunto de iniciativas promovidas no sentido de alertar os designers para a sua responsabilidade neste mundo em construção, a segunda edi- ção da DESIGNA procura contribuir para esse debate nos campos onde a inovação assume maior pertinência. Será esse o principal objectivo desta conferência, de âm- bito internacional: fazer uso do palco académico para indagar e expor o que pensa a comunidade do design (feita tanto daqueles que o praticam pro ssionalmente como dos que sobre ele se interessam e re ectem crítica e cienti camente) sobre as questões suscitadas pela globalização mercantil e pelas estratégias económicas baseadas no crescimento contínuo sem equacionar as implicações desses processos na qualidade de vida das pessoas e no equilíbrio ambiental.

Preço da edição impressa: € 15

AUTORES / EDITORES

Francisco Paiva, Catarina Moura (Orgs.)

COLEÇÃO

Ars

ANO DA EDIÇÃO

2013

ISBN

978-989-654-124-8

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

Índice

15 IN/SUSTENTABILIDADE

Francisco Paiva

Catarina Moura




17 UN/SUSTAINABILITY

Francisco Paiva Catarina Moura




19

RE-DEFINING AND RE-DESIGNING OUR COMMONS AS AN ACT OF HOPE

Alastair Fuad-Luke










TEORIA THEORY




23

A (IN) SUSTENTABILIDADE DO TRABALHO CRIATIVO EM DESIGN

Pedro Quintela




31

SUSTAINABILITY AND GENDER BIAS ON TV ADS: TOWARDS A NEW SOCIAL ACTIVISM

João Paulo Queiroz




43

BIOMÉMESIS E INNOVACIÓN. UN NUEVO PARADIGMA PARA EL DISEÑO SUSTENTABLE

Rosita De Lisi




53

TRADIÇÃO VERSUS INDÚSTRIA: UM DESIGN INCLUSIVO PARA PAÍSES EMERGENTES

Júlio Londrim Baptista




61

HACIA UNA “HISTORIA SUSTENTABLE” DEL DISEÑO

Andrea Gergich




65

LA INVASÍON DE LAS PANTALLAS

Arturo Cancio Ferruz




69

ARTE PÚBLICA E DESIGN URBANO: CONFLUÊNCIAS TEÓRICAS

António Delgado










ENSINO EDUCATION




85

EDUCATION ON DESIGN FOR SUSTAINABILITY: FOCUS VS. FRAGMENTATION

Carlos Fiorentino




99

PRÁTICA PROJETUAL DO DESIGN COMO FERRAMENTA PARA FOMENTAR A LITERACIA VISUAL

Marta Borges




107

A INSUSTENTÁVEL LEVEZA DA RAZÃO: UMA LIÇÃO DA BAUHAUS

Andrea Monteiro Vicente, Miguel Santiago




113

SUSTENTABILIDADE E ENSINO SUPERIOR EM DESIGN DE MODA: ANÁLISE DE ESTRATÉGIAS E INICIATIVAS LOCAIS

Elsa Lima, Rita Salvado




119

A METODOLOGIA PROJETUAL IN/SUSTENTÁVEL. EDUCAÇÃO PARA O PROJETO SUSTENTÁVEL OU PROJETO QUE SUSTENTE A EDUCAÇÃO?

Francesco Pignatelli




125

DESIGN HUMANO: PARA UMA PEDAGOGIA RELACIONAL EM DESIGN COMO ESCULTORA SOCIAL

André Campos










PRODUTO PRODUCT




129

DESENVOLVIMENTO DE UM PRODUTO INFANTIL COM FUNCIONALIDADES ACRESCIDAS: BODY “DRY BABY”

Ana Luiza Olivete, Maria José Geraldes




139

IDENTIFICAÇÃO, QUANTIFICAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DOS REQUISITOS PARA PRODUTOS WEARABLES DE PROTECÇÃO FÍSICA E ASSISTÊNCIA ACTIVA NA POPULAÇÃO SÉNIOR

Miguel Terroso, António Torres Marques




149

O DESIGN DE JOIAS E A CULTURA DO LUGAR

Susana Alves, Ermanno Aparo, Liliana Soares




157

ANÁLISE MECÂNICA E PROPRIEDADES TERMOFISIOLÓGICAS DE COMPÓSITOS VEGETAIS PARA MODA SUSTENTÁVEL

Edilaine Garcia, Maria José Oliveira Geraldes, Lucas Mendes




161

DEVELOPING A QUALITATIVE SUSTAINABLE DESIGN TOOLKIT

José Vicente, Rui Frazão




163

INVENTION AND PRODUCT DESIGNING WITH THE CROWD: NEW FRONTIERS IN PRODUCT DEVELOPMENT

Fátima Lanhoso Vieira, Denis Coelho




181

A BIÓNICA - UM CAMINHO PARA A SUSTENTABILIDADE

Stefan Rosendahl, Palmiro Marques, Sílvia Rodrigues, Noberto Guilherme




189

CORTICEIRA AMORIM: UM EXEMPLO DE DESIGN E SUSTENTABILIDADE EM PORTUGAL

Cláudia Teixeira




193

GENERACIÓN DE LOS REQUERIMIENTOS DE UN PRODUCTO MEDIANTE LA APLICACIÓN DE LA SISTÉMICA Y CRITERIOS DE SOSTENIBILIDAD

Julio Cesar Rivera Pedroza, Bernabé Hernandis Ortuño










MODA FASHION




203

DESIGNER/CUSTOMER RELATIONSHIPS: WHAT ROLE DO THEY PLAY IN CONTEMPORARY AUSTRALIAN TEXTILE DESIGN?

Emma Lynas




213

SUSTENTABILIDADE NA MODA COM TRADIÇÃO

Ana Maragarida Pires Fernandes




219

DESIGN DE MODA PARA A SUSTENTABILIDADE: DA OBSOLESCÊNCIA PARA A LONGEVIDADE DE PRODUTOS

Elsa Lima




225

MOZAMBIQUE’S CAPULANA: AN ET(N)HICAL APPROACH FOR SUSTAINABLE FASHION DESIGN Sofia Vilarinho




237

ANTENAS TÊXTEIS INTEGRADAS EM VESTUÁRIO PARA A RECOLHA DE ENERGIA AMBIENTE

Caroline Loss, Rita Salvado, Pedro Pinto




243

SUSTENTABILIDADE NO DESIGN DE ACESSÓRIOS DE MODA: O PAPEL DA MODULARIDADE E DA INTEGRAÇÃO DE TECNOLOGIA NO AUMENTO DO CICLO DA VIDA

Liliana Ribeiro, Rui Miguel, Madalena Pereira, Isabel Trindade, José Lucas










COMUNICAÇÃO COMMUNICATION




253

GESTÃO DE DESIGN E SUSTENTABILIDADE: ESTUDO DE CASO EM LIVROS DIGITAIS

Thomás Cavalcanti, Liliane Chaves




255

IN/SUSTENTABILIDADE: A SUSTENTABILIDADE INCLUSIVA NO MARKETING CONTEMPORÂNEO João Bernardo Beirão Rendeiro




259

DESIGN E BEM ESTAR. CAMPANHASDE PREVENÇÃO DA OBESIDADE E PROMOÇÃO DE ESTILOS DE VIDA SAUDÁVEIS EM CRIANÇAS E A ADOLESCENTES E A SUSTENTABILIDADE SOCIAL

Sílvia Soares, Rui Mendonça, Madalena Pereira, Isabel Trindade




261

VER E COMPREENDER: UM ESTUDO VISUAL DOS SUPORTES DE COMUNICAÇÃO COM VISTA À PROMOÇÃO DA COMPREENSÃO DA INFORMAÇÃO MÉDICA

Mónica Santos, Susana Barreto, Katja Tschimmel




271

DESIGN E COMUNICAÇÃO, A CONSTRUÇÃO DE OBSTÁCULOS MUTÁVEIS

João Barata, Rui Miguel










POSTERS




279

ECO-VILLAGE COMMUNITY: LIVE WITH EARTH

Rui Vasques




287

SEIS LOOKS E UM GUARDA ROUPA COMPLETO

Priscila Borges Franco




289

ANT-32-CLAY-08

Raul Pinto




293

REFÚGIO (IN)SUSTENTÁVEL DE EMERGÊNCIA. PRODUTO, PROCESSO E CULTURA

Maria Neto, Jorge Marum




301

VIVERCOR- CORABITANDO: PROPOSTA DE ACÇÃO COMUNITÁRIA

Verónica Conte




307

DESENVOLVIMENTO DA COLECÇÃO PAMPINK_BIO EM FIBRA DE BAMBU E APLICAÇÕES ARTESANAIS

Gabriela Jobim




309

ACTIVIDADE DE ECO-DESIGN PARA O ENSINO BÁSICO E SECUNDÁRIO

Francesco Pignatelli




311

50% TEXTILEWASTBAG

Catarina Lopes, Maria José Geraldes
cima
PT