Edit Content

grupo de artes

Investigador Responsável: Francisco Paiva

grupo de comunicação e media

Investigadora Responsável: Gisela Gonçalves

Siga-nos:

NEWSLETTER

Projeto Agenda do Cidadão

SITE DO PROJETO

ORÇAMENTO

Financiamento: FCT (Início 22/03/2010, Duração: 36 meses)

NÚMERO DO PROJETO

-

CÓDIGO DA OPERAÇÃO

-

PARECER DA ENTIDADE AVALIADORA

-

DOMÍNIO CIENTÍFICO PRINCIPAL

Ciências Sociais

Área Científica Principal

-

Sub-área da Área Científica Principal

-

Área Científica Secundária

-

Sub-área da Área Científica Secundária

Investigador Responsável (IR) do projeto

 João Carlos Ferreira Correia

Co-Investigador Responsável (co-IR) do projeto

-

Equipa de Investigação

Anabela Maria Gradim Alves, Andreia Filipa Pinto Rendo, António José Rosas da Silva Pereira, Catarina Sofia Lourenço Rodrigues, Gil António Baptista Ferreira, João Manuel Messias Canavilhas, José Ricardo Pinto Carvalheiro, Patrício Ricardo Soares Costa, Susana Maria Cerqueira Borges, Susana Maria Silva Sampaio Dias, Susana Paula Florindo Salgado

Breve descrição do projeto

O Projeto Agenda do Cidadão tenciona estudar alguns procedimentos concretos desenvolvidos pelo jornalismo público, ao nível da Imprensa regional, no sentido de entender se estará para ocorrer um reforço efetivo da deliberação democrática na esfera pública. Um dos objetivos é colaborar com os media regionais para implementar, testar e observar procedimentos guiados e influenciados de acordo com uma lógica semelhante à que é praticada pelo jornalismo público.

Sumário

-

Objetivos

O Projeto será conduzido por objetivos orientadores gerais: a) refletir criticamente sobre a relação entre jornalismo, deliberação democrática, esfera pública e sociedade civil, através de um estudo de caso, abordagem teórica e análise comparativa de outras experiências similares; b) analisar as potencialidades to “jornalismo público” ou “jornalismo cívico” através da aplicação de algumas destas potencialidades em cooperação com os media, particularmente os media regionais. A ideia básica é analisar a possibilidade de substituição de uma agenda determinada principalmente por definidores primários (fontes institucionais, por exemplo), por uma agenda que também proporciona visibilidade a assuntos de interesse público identificados como tal pelo público dos media.

Resultados

-
PT