Edit Content

grupo de artes

Investigador Responsável: Francisco Paiva

grupo de comunicação e media

Investigadora Responsável: Gisela Gonçalves

Siga-nos:

NEWSLETTER

Publicação de Comunicação

ESTUDOS SOBRE O MERCÚRIO PORTUGUÊS (1663-1667). DISCURSO E CONTEXTO.

Publicado mensal e ininterruptamente entre 1663 e 1667, o Mercúrio Português foi o segundo periódico que surgiu em Portugal. Sucedeu, por iniciativa do secretário de estado António de Sousa de Macedo, à Gazetaalcunhada “da Restauração”, cuja publicação tinha cessado em 1647. Redigido por ele até 1666, conseguiu ser publicado com rigorosa periodicidade mensal e publicar números especiais, um feito que a Gazeta só tinha logrado durante os primeiros meses de publicação.

Embora ambos fossem o resultado da iniciativa privada de particulares, o Mercúrio apresenta como novidade em relação à Gazeta o enfoque informativo no país. A guerra da restauração da independência de Portugal, o governo de Castelo Melhor e o reinado do incapaz D. Afonso VI, ameaçado interna e externamente, foram temas incontornáveis. Mas à semelhança da Gazeta, e tal como esta inspirado no modelo da Gazette de Renaudot, o Mercúrio colocou a informação ao serviço da propaganda. Nesse sentido, o Mercúrio foi um jornal de combate político, trabalhando simbolicamente para legitimar o rei e o seu governo e a guerra independentista travada contra Castela, até porque resultou da iniciativa de um homem político que lutava, na corte e no país, pelo triunfo do partido que defendia o soberano, a guerra e o governo de Castelo Melhor – António de Sousa de Macedo.

Este livro, o segundo a ser publicado no âmbito do projeto “A Génese do Jornalismo: Periódicos Noticiosos em Portugal e na Europa” (PTDC/CCI-JOR/110038/2009), teve por finalidade analisar formal e simbolicamente o discurso do Mercúrio Português, inserindo ao mesmo tempo o periódico no seu contexto. O primeiro capítulo descreve, assim, o contexto histórico em que o Mercúrio surgiu e evoluiu; o segundo capítulo relembra o contexto comunicacional seiscentista; o terceiro, o quarto e o quinto capítulos são aqueles que se debruçam especificamente sobre o discurso do periódico.

Uma advertência: sendo uma obra coletiva, elaborada por autores com diferentes backgrounds, este livro propõe, naturalmente, várias formas de olhar para um mesmo objeto de estudo – o Mercúrio Português – e para o seu contexto.

Preço da edição impressa: € 28

AUTORES / EDITORES

Jorge Pedro Sousa

COLEÇÃO

Livros LabCom

ANO DA EDIÇÃO

2012

ISBN

978-989-654-099-9

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

Índice

PRÓLOGO - Jorge Pedro Sousa ..... 1

CAPÍTULO 1: Conjuntura nacional e internacional no século XVII (1640-1667) - Patrícia Teixeira ..... 5

CAPÍTULO 2: Jornalismo e cultura impressa na segunda metade do século XVII - Jorge Pedro Sousa (coolaboração de Eduardo Zilles Borba) ..... 107

CAPÍTULO 3: Análise formal e do discurso do Mercúrio Português (1663-1667) - Cláudio Moreira e Duarte Pernes ..... 199

CAPÍTULO 4: Análise formal do Mercúrio Português - Mário Pinto ..... 359  

CAPÍTULO 5: Para o estudo da recepção a’o Mercúrio Português (1663-1667) - Maria do Carmo Castelo-Branco ..... 491

APÊNDICES ..... 523
PT