Edit Content

Arts Group

Primary Researcher: Francisco Paiva

Communication and Media Group

Investigadora Responsável: Gisela Gonçalves

Follow Us:

Newsletter

Communication Studies Publication

ESTUDOS SOBRE O MERCÚRIO PORTUGUÊS (1663-1667). DISCURSO E CONTEXTO.

Publicado mensal e ininterruptamente entre 1663 e 1667, o Mercúrio Português foi o segundo periódico que surgiu em Portugal. Sucedeu, por iniciativa do secretário de estado António de Sousa de Macedo, à Gazetaalcunhada “da Restauração”, cuja publicação tinha cessado em 1647. Redigido por ele até 1666, conseguiu ser publicado com rigorosa periodicidade mensal e publicar números especiais, um feito que a Gazeta só tinha logrado durante os primeiros meses de publicação.

Embora ambos fossem o resultado da iniciativa privada de particulares, o Mercúrio apresenta como novidade em relação à Gazeta o enfoque informativo no país. A guerra da restauração da independência de Portugal, o governo de Castelo Melhor e o reinado do incapaz D. Afonso VI, ameaçado interna e externamente, foram temas incontornáveis. Mas à semelhança da Gazeta, e tal como esta inspirado no modelo da Gazette de Renaudot, o Mercúrio colocou a informação ao serviço da propaganda. Nesse sentido, o Mercúrio foi um jornal de combate político, trabalhando simbolicamente para legitimar o rei e o seu governo e a guerra independentista travada contra Castela, até porque resultou da iniciativa de um homem político que lutava, na corte e no país, pelo triunfo do partido que defendia o soberano, a guerra e o governo de Castelo Melhor – António de Sousa de Macedo.

Este livro, o segundo a ser publicado no âmbito do projeto “A Génese do Jornalismo: Periódicos Noticiosos em Portugal e na Europa” (PTDC/CCI-JOR/110038/2009), teve por finalidade analisar formal e simbolicamente o discurso do Mercúrio Português, inserindo ao mesmo tempo o periódico no seu contexto. O primeiro capítulo descreve, assim, o contexto histórico em que o Mercúrio surgiu e evoluiu; o segundo capítulo relembra o contexto comunicacional seiscentista; o terceiro, o quarto e o quinto capítulos são aqueles que se debruçam especificamente sobre o discurso do periódico.

Uma advertência: sendo uma obra coletiva, elaborada por autores com diferentes backgrounds, este livro propõe, naturalmente, várias formas de olhar para um mesmo objeto de estudo – o Mercúrio Português – e para o seu contexto.

Preço da edição impressa: € 28

AUTHORS / EDITORS

Jorge Pedro Sousa

COLLECTION

LabCom Books

EDITION YEAR

2012

ISBN

978-989-654-099-9

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

Index

PRÓLOGO - Jorge Pedro Sousa ..... 1

CAPÍTULO 1: Conjuntura nacional e internacional no século XVII (1640-1667) - Patrícia Teixeira ..... 5

CAPÍTULO 2: Jornalismo e cultura impressa na segunda metade do século XVII - Jorge Pedro Sousa (coolaboração de Eduardo Zilles Borba) ..... 107

CAPÍTULO 3: Análise formal e do discurso do Mercúrio Português (1663-1667) - Cláudio Moreira e Duarte Pernes ..... 199

CAPÍTULO 4: Análise formal do Mercúrio Português - Mário Pinto ..... 359  

CAPÍTULO 5: Para o estudo da recepção a’o Mercúrio Português (1663-1667) - Maria do Carmo Castelo-Branco ..... 491

APÊNDICES ..... 523
up
EN