Edit Content

grupo de artes

Investigador Responsável: Francisco Paiva

grupo de comunicação e media

Investigadora Responsável: Gisela Gonçalves

Siga-nos:

NEWSLETTER

Publicação de Comunicação

NARRATIVAS MÍNIMAS NOS NOVOS DISCURSOS AUDIOVISUAIS – METODOLOGIAS E ANÁLISES DE CASO

Na nossa época, a imagem é rainha, encontrando-se disseminada nos mais variados suportes, formatos e géneros. As imagens dos grandes ecrãs de cinema estão suplantadas pelas das televisões e dos monitores dos computadores e das consolas. Num contexto de espectacularização e de narrativização, os filmes e as reportagens coexistem com outros regimes de sentido e narrativas.

É no âmbito desta conjuntura, com o propósito de a estudarem e a problematizarem, que os editores decidiram convidar alguns peritos para analisar a ontologia de alguns tipos de imagens: desde as do trailer cinematográfico às do separador televisivo, do filme animado às do anúncio de publicidade e do videoclip, são várias as possibilidades, as propostas e as metodologias de análise.

Preço da edição impressa: € 20

AUTORES / EDITORES

Eduardo J. M. Camilo, Francisco Javier Gómez-Tarín e Luís Nogueira (Eds.)

COLEÇÃO

Livros LabCom

ANO DA EDIÇÃO

2017

ISBN

978-989-654-333-4

Please wait while flipbook is loading. For more related info, FAQs and issues please refer to DearFlip WordPress Flipbook Plugin Help documentation.

Índice

Prólogo - De sinédoques e metonímias - 11
Eduardo J. M. Camilo y Francisco Javier Gómez-Tarín

PARTE I - PUBLICIDADE

Sobre a dissuasão como modalidade de manipulação. Alguns apontamentos a propósito de um filme de publicidade - 21
Eduardo J. M: Camilo

O target é definido pelo texto: contribuições da análise textual para a teoria da enunciação publicitária - 43
José Antonio Palao Errando e Shaila García Catalán

PARTE II - TELEVISÃO e PUBLICIDADE

A continuidade televisiva como microrelato de coesão de conteúdo e de marca - 65
Cristina González Oñate

PARTE III - VIDEOCLIP

Contributos para uma metodologia de estudo do vídeoclip: perspetivas e aplicação da teoria audiovisual à visualidade da música popular - 93
Ana Sedeño

Chris Cunningham: entre videoclipe curta-metragem, entre narrativa e alegoria - 111
Luís Nogueira

PARTE IV - CINEMA TRAILER

O trailer cinematográfico e a construção de metáforas poéticas: Os sonhos de Akira Kurosawa - 131
Raquel Cabral

“Timber!”. O Average Shot Length como nova ferramenta de análise fílmica - 153
Adrián Tomás Samit

PARTE V - CINEMA: SEQUÊNCIAS-PARADIGMA

Vida e destino na sociedade do espetáculo. Metatextualidade e Autorreferencialidade: uma estrutura em loop em 71 Fragmentos de uma cronologia do acaso (71 Fragmente einer Chronologie des zufalls, 1994), de Michael Haneke - 183
Pablo Ferrando García

O namoro com a morte. Eros, Tanatos e Keres no cinema espanhol contemporâneo (análise das “sequências-paradigma” de Camino, Mar adentro e 3 metros sobre el cielo) - 207
Agustín Rubio Alcover

PARTE VI - CINEMA SEQUÊNCIAS-CRÉDITOS

Escrever o que não se lerá ou os prolegómenos do striptease da bailarina de cabaret - 241
Iván Bort Gual

PARTE VII - CINEMA: ANIMAÇÃO

A economia narrativa na era da modernidade líquida. Análise de alguns casos do cinema de animação espanhol contemporâneo - 265
Maria Soler-Campillo e Javier Marzal-Felici

PARTE VIII - VÍDEOJOGOS

Gestão do ponto de vista nas cutscenesde videojogos - 289
Francisco Javier Gómez-Tarín e Adrián Tomás Samit

PARTE IX - REDE

Derivações contemporâneas do cinema do real: O webdocumentário como espaço hipertextual participativo - 325
Roberto Arnau Roselló

PARTE X - TELEMÓVEIS E TABLETS

Percorrendo o caminho da realidade aumentada. Discursos virtuais sobre o território - 359
Emilio Sáez Soro

Realidade aumentada e discurso narrativo - 379
Francisco Javier Gómez-Tarin e Emílio Sáez Soro

Histórias que se jogam. As narrativas interativas nos dispositivos móveis - 389
Marta Martín Nuñez
PT